Aprimoramento

Curso Plano de Rigger | EAD | Ao Vivo | Presencial | Online | 9693

Capacitar profissionais na supervisão e assistência de atividades de planejamento de movimentação de cargas envolvendo guindastes e demais equipamentos para movimentação de cargas, tais como guindastes, guindauto, gruas e pontes rolantes com ênfase prática na análise e elaboração de Planos de Rigging.

  • Certificado : Sim
  • Modalidade : EAD
  • Carga Horária : 40h
  • Pré-Requisitos Mínimos : Alfabetização Completa (Leitura, Escrita e Compreensão de Textos)
Curso Plano de Rigger | EAD | Ao Vivo | Presencial | Online | 9693

O CURSO

O objetivo do curso é capacitar profissionais na supervisão e assistência de atividades de planejamento de movimentação de cargas envolvendo guindastes e demais equipamentos para movimentação de cargas, tais como guindastes, guindauto, gruas e pontes rolantes com ênfase prática na análise e elaboração de Planos de Rigging.

O que é Plano de Rigging?
Plano de Rigging são técnicas de movimentação de cargas em seus guindastes. Composto por planejamento detalhado e formalizado de uma movimentação de carga com guindaste. Ele indica por meio do estudo da carga a ser içada, dos guindastes e acessórios de amarração adequados para a tarefa, esforços exercidos no piso onde os equipamentos serão posicionados, ação do vento, interferências aéreas e subterrâneas, layout da área de operação.

O DIFERENCIAL

Para conhecer o diferencial do nosso site

clique aqui!

Conteúdo Programático

Conceito Plano de Rigging:
I- Elaboração de Projeto de Plano de Rigging e Memorial de Cálculo;

O guindaste e seus componentes
01- Introdução sobre guindastes;
Apresentação dos equipamentos;
Principais aplicações;
Grupos e componentes;
Elementos técnicos dos guindastes;
02- Tabelas de Carga:
Apresentação das tabelas de cargas;
Capacidade do guindaste;
Leitura de tabelas de cargas;
Particularidades e informações;
03-Componentes Técnicos da Operação:
Ângulo da lança;
Carga;
Comprimento da lança;
Fator de Segurança;
Quadrantes de operação;
Raio de Trabalho;
Taxa de Ocupação;
Curso Plano de Rigger:
04- Física aplicada ao guindaste:
Centro de gravidade;
Eixo de tombamento;
Matemática básica;
Momento da Carga;
Princípio da Alavanca;
05- Riscos envolvidos e segurança da operação:
Amarração da carga;
Área da operação;
Desmontagens;
Desnivelamento;
Eletricidade;
Içamento lateral e excêntrico;
Interferências;
Locomoção;
Materiais de içamento;
Medidas de proteção individual e coletiva;
Movimentações irregulares;
Patolamento; consiste em estender os braços das sapatas e abaixar as sapatas até o solo. Isto porque o correto do é a condição fundamental para uma operação segura. Além disso, este procedimento é necessário para qualquer tipo de operação efetuada com guindaste
Percepção e análise dos riscos;
Queda livre;
Sinalização;
Sobrecarga;
Solo/Terreno;
Vento;
Curso Plano de Rigger:
06- Noções de Operação do guindaste:
Acessórios de içamento;
Amarração da carga;
Determinação do número de pernas de Cabo;
Espaço de Abertura/Montagem de Lança;
Nivelamento;
Posicionamento e patolamento;
Sinalização da operação;
Utilização do moitão/bola;
Verificação da capacidade do guindaste;
07- Operação com 2 ou mais guindastes:
Cálculo do sistema;
Centros de gravidade de peças;
Exigências;
Operação com duas pontes rolantes;
Planejamento;
Verificações;
08- Peso da carga:
Cálculo do peso;
Centro de gravidade da carga;
Conversão de unidades;
Içamento na água;
Matemática básica;
Medidas métricas;
09- Materiais de Içamento:
Balancins e vigas de içamento;
Corda guia;
Critérios de aceitação;
Ganchos, olhais especiais rud;
Manuseio dos materiais de içamento;
Quais acessórios usar;
Quando usar: cinta, cabo, manilha reta e ou curva;
Tipos de amarração;
Tipos de materiais de içamento;
Curso Plano de Rigging:
10- Responsabilidades:
Área da movimentação de cargas;
Guindaste;
Legislação;
Operação;
Pessoal envolvido;
Sinalização;
II- Treinamento prático: PLANO DE RIGGING
01- Medição de campo:
Avaliação prévia;
Montagem do guindaste;
Patolamento;
Posicionamento;
Tipo de sinalização;
Verificação da carga;
02- Esboços:
Aplicação em AutoCad;
Escalas com régua;
Informações complementares;
Interferências;
Legenda dos desenhos;
Usando o milimetrado;
Vistas;
03- Plano de Rigging:
Amarração da Carga;
Aprovações e responsabilidades;
Condições operacionais;
Escolha do guindaste, grua, guindauto, ponte rolante;
Escolha dos acessórios de içamento;
Informações de solo;
Inserção dos desenhos;
Segurança e sinalização;
Simulação da operação;
Curso Plano de Rigger:
04- Alterações:
Atenção de processo;
Erros comuns;
Revisão de cálculos;
Revisões;
Elaboração de Planos;
Revisão de planos recebidos;
Padronização a nível Brasil;
III – Memorial de Cálculo.

Complementos para Máquinas e Equipamentos quando for o caso:
Conscientização da Importância:
Manual de Instrução de Operação da Máquina ou Equipamento;
Plano de Inspeção e Manutenção da Máquina ou Equipamento seguindo a NR 12;
Relatório Técnico com ART da Máquina ou Equipamento conforme NR 12;
Teste de Carga (com ART) conforme NR 12;
END (Ensaios Não Destrutivos) conforme NR 12;
Ensaios Elétricos NR 10;
Tagueamento de Máquinas e Equipamentos.

Complementos da Atividade:
Conscientização da Importância:
APR (Análise Preliminar de Riscos);
PAE (Plano de Ação de Emergência;
PGR (Plano de Gerenciamento de Riscos);
Compreensão da necessidade da Equipe de Resgate;
A Importância do conhecimento da tarefa;
Prevenção de acidentes e noções de primeiros socorros;
Proteção contra incêndios;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Fator medo;
Como descobrir o jeito mais rápido e fácil para desenvolver Habilidades;
Como controlar a mente enquanto trabalha;
Como administrar e gerenciar o tempo de trabalho;
Porque equilibrar a energia durante a atividade afim de obter produtividade;
Consequências da Habituação do Risco;
Causas de acidente de trabalho;
Noções sobre Árvore de Causas;
Noções sobre Árvore de Falhas;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de Posto de Trabalho;
Riscos Ergonômicos;

Exercícios Práticos;
Registro das Evidências;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação.

Instrutores

N° 12 - Engenheiro Moreira

N° 12 - Engenheiro Moreira

Coach, Mentor e Engenheiro de Segurança e Saúde do Trabalho, Química e Ciências da Computação

Para saber mais clique aqui.

N° 07 - Técnico Castro

N° 07 - Técnico Castro

Coach e Mentor em Segurança do Trabalho, Emergências Médicas, Químicas e Combate à Incêndios

Para saber mais clique aqui.


Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:

NR-01 – Disposições Gerais;
ABNT NBR 13852 – Segurança de Máquinas – Distâncias de segurança para impedir o acesso a zonas de perigo pelos membros superiores;
ABNT NBR 11099 – Grampo Pesado para Cabo de Aço- Norma que fixa condições e requisitos mínimos exigíveis para a aplicação e aceitação e/ou recebimento de grampos para cabos de aço de seis pernas;
ABNT NBR 14768 – Guindastes – Guindaste articulado hidráulico – Requisitos;
ABNT NBR 16092 – Cestas aéreas – Especificações e ensaios;
ABNT NBR 16325-2 – Proteção Contra Quedas de Altura – Parte 2: Dispositivos de Ancoragem Tipo C;
ABNT NBR 16593 – Ensaio não destrutivo – Emissão acústica – Procedimentos para ensaio em cestas Aéreas isoladas;
ABNT NBR 16601 – Ensaio não destrutivo – Emissão acústica – Procedimentos para ensaio em guindaste articulados hidráulicos com ou sem Cesto Acoplado;
NR-12 Anexo XII – Equipamentos de Guindar para Elevação de pessoas e realização de Trabalhos em Altura;
ABNT NBR 16746 – Segurança de máquinas – Manual de Instruções – Princípios gerais de elaboração;

ABNT NBR 13759 – Segurança de máquinas – Equipamentos de parada de emergência – Aspectos funcionais – Princípios para projeto;
ABNT NBR ISO 14121-2 – Segurança de máquinas – Apreciação de riscos;
ABNT NBR 14276 – Brigada de incêndio – Requisitos;
ABNT NBR 14277 – Instalações e equipamentos para treinamento de combate a incêndio – Requisitos;
ABNT NBR ISO/CIE 8995 – Iluminação de ambientes de trabalho;
ABNT NBR 9735 – Conjunto de equipamentos para emergências no transporte terrestre de produtos perigosos;
Protocolo 2015 – Guidelines American Heart Association;
Portaria GM N.2048 – Política Nacional de Atenção as Urgências;
OIT 161 – Serviços de Saúde do Trabalho;
ISO 10015 – Gestão da qualidade – Diretrizes para treinamento;
ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
ISO 56002 – Innovation management – Innovation management system;
ANSI B.11 – Machine Safety Standards Risk assessment and safeguarding.
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.


  • Mercado PagoÀ Vista por R$1.490,00