Aprimoramento

Curso Operador Tratamento Esgoto – ETE – Avançado | Ao Vivo | 1538

O Curso de Aprimoramento Sobre Operação de Estação de Tratamento de Efluentes (Esgoto) ETE’s visa fornecer conhecimentos para operar equipamentos e unidades de tratamento de esgotos.

  • Certificado : Sim
  • Modalidade : EAD
  • Carga Horária : 40
  • Pré-Requisitos Mínimos : Alfabetização Completa (Leitura e Escrita) Conhecimento básico em Tratamento de Esgoto
Curso Operador Tratamento Esgoto – ETE – Avançado | Ao Vivo | 1538

O CURSO

O Curso Operador de ETE  visa fornecer conhecimentos para operar equipamentos e unidades de tratamento de esgotos como grades, caixas de areia, decantadores, filtros biológicos, câmaras de aeração, adensadores, digestores, centrífugas, secadores térmicos e demais unidades envolvidas no tratamento de esgotos, operando unidades de tratamento biológico de esgotos como valos de oxidação, lagoas de estabilização e outros.

O que é ETE (Estação de Tratamento de Esgoto)?
Estação de Tratamento de Efluentes (Esgoto) é um local que trata as águas residuais que vem de casas, industrias, comércios, etc (chamados de esgoto), fazendo a limpeza e tratando, para posteriormente ser descartada.

O DIFERENCIAL

Para conhecer o diferencial do nosso site, 

 Clique aqui!

Conteúdo Programático

Capacitação/treinamento de operadores de ETE
Caracterização dos efluentes;
Conceituação do processo de tratamento de efluentes;
Disposição final de resíduos gerados no processo;
Ecologia dos microrganismos;
Formação de flocos;
Legislação;
Monitoramento de desempenho;
Noções de biodegradação;
Parâmetros de controle de processo;
Preenchimento de boletins de operação de tratamento;
Procedimento operacional padrão;
Registro em planilhas de todas as informações operacionais, analíticas, intervenções de manutenção e ocorrências operacionais e não-operacionais (segurança patrimonial e ambiental);
Reuso de água;
Tratamento biológico com ênfase em Lodos Ativados;
Tratamento físico-químico;

Operacional:
Aferição, calibração e operação de instrumentos analíticos aplicados  a determinação de parâmetros necessários ao tratamento de efluente;
Bulking e floating;
Características da sedimentação;
Características dos flocos;
Conceituação dos principais problemas e dificuldades operacionais;
Condições de choque;
Controle de corrosão;
Equipamentos (aeradores, decantadores, flotadores);
Execução de tarefas relativas à limpeza e manutenção das unidades operacionais;
Gerenciamento do processo, produtos e reagentes;
Manutenção preventiva e corretiva;
Ocorrência das bactérias filamentosas relacionadas com a situação do processo e métodos de controle;
Odores;
Operação de equipamentos para preparo de solução e dosagem de produtos químicos;
Operação de ETE (todas unidades operacionais desde gradeamento  até disposição final);
Principais variantes do proceso;
Recebimento, armazenamento e controle de produtos químicos;
Registros e interpretação de informações geradas por instrumentos específicos ao processo de tratamento (manômetro, termômetro,  medidor de vazão, etc);
Solução de problemas operacionais;
Start-up e paradas;

Controle analítico:
Análise microbiológica;
Análises para controle operacional;
Análises qualitativa e quantitativa do lodo;
Boas práticas de laboratórios;
Higiene e segurança;
Manuseio de reagentes e vidrarias;
Métodos de análises: pH, OD, DBO, RNFT, materiais sedimentáveis, óleos e graxas e detergentes;
Preparo de soluções e dosagem de produtos químicos;
Técnicas de coleta e preservação de amostra de efluente para análises físico-químicas, químicas e biológicas.

Complementos:
EPI – Equipamentos de Proteção Individual;
EPC –  Equipamento de Proteção  Coletiva;
Prevenção de acidentes;
Procedimentos e noções de primeiros socorros;
Exercícios práticos;
Percepção dos riscos e fatores que afetam as percepções das pessoas;
Impacto e fatores comportamentais na segurança;
Fator medo;
Consequências da Habituação do risco;
A importância do conhecimento da tarefa;
Entendimentos sobre Ergonomia;
Análise de posto de trabalho;
Riscos ergonômicos;
Avaliação Teórica e Prática;
Certificado de Participação.

Ao final do curso, o participante aprenderá:
Conservar e manter limpas e desobstruídas as grades, canaletas, calhas, vertedores e demais componentes das unidades de tratamento de esgotos;
Preparar soluções com produtos químicos para o processo de tratamento de esgotos;
Operar equipamentos e seus componentes para a dosagem dos produtos químicos utilizados no tratamento de esgotos;
Operar bombas de recalque e outros equipamentos utilizados no processo de tratamento de esgotos;
Registrar e interpretar informações geradas por instrumentos específicos ao controle do processo de tratamento de esgotos (Amperímetros, Manômetros, Termômetros, Densímetros, Medidores de Vazão, etc;
Aferir sempre que necessário a instrumentação utilizada na determinação dos parâmetros de controle do processo de tratamento;
Coletar amostras de esgotos, para análises físico-químicas, químicas e biológicas necessárias ao controle operacional do processo de tratamento dos esgotos, utilizando técnicas de coleta de amostra;
Receber, armazenar e controlar os produtos químicos utilizados no processo de tratamento de esgotos;
Comunicar problemas relativos a segurança patrimonial e ambiental nas instalações operacionais;
Registrar em planilha específica todas as informações operacionais, analíticas, intervenções de manutenção e ocorrências operacionais e não operacionais;
Operar o instrumental destinado ao controle a distância dos dispositivos envolvidos no tratamento dos esgotos, incluindo computadores utilizados no controle operacional;
Executar tarefas relativas a limpeza, manutenção e higienização da unidade sob sua responsabilidade;

Instrutores

N° 12 - Engenheiro Moreira

N° 12 - Engenheiro Moreira

Coach, Mentor e Engenheiro de Segurança e Saúde do Trabalho, Química e Ciências da Computação

Para saber mais clique aqui.

N° 07 - Técnico Castro

N° 07 - Técnico Castro

Coach e Mentor em Segurança do Trabalho, Emergências Médicas, Químicas e Combate à Incêndios

Para saber mais clique aqui.

Referências Normativas quando for o caso aos dispositivos aplicáveis e suas atualizações:

NR 01 – Disposições Gerais;
NR 06 – Equipamento de Proteção Individual – EPI;
NR 15 – Atividades e Operações Insalubres;
Decreto Estadual 8468-1976 – Licenciamento Ambiental – CETESB;
NBR 12216- Projeto de estação de tratamento de água para abastecimento público;
NBR 12209 – Elaboração de Projetos Hidráulico-sanitários de Estações de Tratamento de Esgotos Sanitários;
L5.178 Tratamento biológico de efluentes industriais – Determinação de oxigênio dissolvido (OD) em água pelo método eletrométrico – Método de ensaio
CETESB L5.117 – Determinação de cor em águas – Método de comparação visual – Método de ensaio;
Protocolo 2015 Guidelines American Heart Association;
Portaria GM N.2048 – Política Nacional de Atenção as Urgências;
OIT 161 – Serviços de Saúde do Trabalho;
ISO 10015 – Gestão da qualidade – Diretrizes para treinamento;
ISO 45001 – Sistemas de gestão de saúde e segurança ocupacional – Requisitos com orientação para uso;
ISO 56002 – Innovation management — Innovation management system.
Nota: Este Serviço atende exclusivamente as exigências da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho (SEPRT); quando se tratar de atendimento a outros Órgãos, informe no ato da solicitação.


  • Mercado PagoÀ Vista por R$1.471,00